Páginas

quinta-feira, 1 de junho de 2017

10 x10 Lisboa - Palácio da Ajuda

Contar pequenas histórias em torno de objectos que estavam à nossa disposição no Quarto da Rainha, na Sala Verde e na Sala de Música, num espaço que não podia ser mais aliciante, foi a proposta que o Nelson nos fez e que tornou esta segunda sessão tão mágica.
Optei por desenhar objectos de uma vitrine na Sala Verde e com a preciosa (e generosa) ajuda da técnica do serviço educativo do Museu, Fátima Patacho, que se sentou no chão ao nosso lado com um volumoso maço de folhas, conseguimos encontrar a história de cada um. Adorei este momento de descoberta em que fiquei a saber coisas como o facto da tesoura em forma de cegonha mostrar um bebé quando aberta, porque supostamente servia para estrangular (era assim que estava escrito) o cordão umbilical e deveria ter sido a tesoura utilizada no nascimento de D. Carlos, ou aquele cogumelo invertido transportado por sapos, ser um acendedor de charutos.
Foi o momento em que a história dos objectos contaram histórias de vida e voltaram a brilhar.
Depois desenhei a sala onde estava a vitrine, enquadrando-a no ambiente, e achei que a imensa alegria que os objectos sentiram por serem novamente admirados dava uma história.



4 comentários:

  1. Belas páginas. Parabéns pelo cabeçalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Filipe. Fiz o desenho quando estive em S. Miguel e, só o pintei cá com novos pigmentos muito rapidamente, porque andava a empastelar as aguarelas, e também gosto do resultado.

      Eliminar
  2. Boa noite Celeste. Deixei-lhe uma mensagem directa no instagram. Se puder dê uma olhadela. Obrigado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá boa noite. Não sei o que se passa mas não recebi nada. Seja como for pode enviar para o mail: celestevazferreira@gmail.com
      Obrigada.

      Eliminar