Páginas

quinta-feira, 23 de abril de 2015

FOLHAS SECAS



Ontem já no final do dia sentei-me num dos bancos de madeira do Jardim Amália e registei estas folhas de eucalipto que tinha apanhado junto do Parque Eduardo VII. 

terça-feira, 21 de abril de 2015

ARRAIOLOS


Ao jantar, no Restaurante da Pousada, esta senhora francesa captou o meu interesse.




No dia seguinte, ao almoço, registei o que via através do envidraçado.



segunda-feira, 20 de abril de 2015

PORQUE CAEM AS FOLHAS?


"Desenhar a dormência da árvore de folha caduca através dos ramos e a explosão da vida nova através dos rebentos de folhas, flores e respectivas cores. No final, porque o despertar da dormência é sempre imprevisível, há que respeitar essa incógnita e ousar dar-lhe uma solução gráfica. Como? Salpicando as cores que vemos e as que não vemos por cima do desenho." Este foi o exercício que o  Mário Linhares nos lançou na sua oficina de diários gráficos , no passado dia 18, na Gulbenkian.